quarta-feira, 6 de julho de 2011

Resposta aos Tolos

Mesmo que os sorrisos debochados permaneçam,
Os comentários de apoio contrário seja feito
Minha pena de poeta continuará a escrever.
Não preciso de elogios falsos,
Apenas de inspiração para rebater ironias.
A tinta continuará sobre o papel,
As palavras não se apagarão.
Minhas idéias permanecerão nas mentes.
Os leitores medíocres não me fazem falta.
Faço poesia pra quem quer ler.
Gostem ou não o que satisfaz é a reação
Do que degusta cada verso,
Como um prato refinado
Que o poeta prepara em sua mente
Com suave tempero de emoção.

Um comentário:

  1. A raiva acaba com o seu subjetivismo.
    Totalmente compreensível.

    ResponderExcluir